Atualização do Ethereum vai fazer corretoras suspenderem saques e depósitos nesta quinta

Atualização do Ethereum fará corretoras suspenderem saques e depósitos nesta quinta | Portal Bitcoin

Algumas corretoras de criptomoedas operando no Brasil irão interromper o saque e o depósito de Ethereum e todos os tokens baseados no padrão ERC-20 na quinta-feira (9), no dia em que a rede passa pela atualização ” Arrow Glacier “.

Diferente dos duros forks Londres e Berlim que trouxeram grandes mudanças para o ecossistema de criptomoedas, a única função da atualização desta semana é desbravar a” bomba de dificuldade ” mineira que explodiria de forma automática em dezembro.

A expectativa era de que a Ethereum 2,0 já estivesse concluída neste ano-fim. Como isso não aconteceu, a bomba teve que ser adiada para ser ativada em junho de 2022. Essa já é a quinta vez que a bomba é adiada desde que foi implementada pela primeira vez em 2015.

Desse modo, a atualização desta quinta-feira não trará nenhuma melhora para o Ethereum, apenas para impedir a dificuldade da mineração de escalar. Mesmo assim, algumas corretoras irão interromper o saque e o depósito de criptomoedas da rede como uma forma de proteger o usuário de qualquer imprevisto que possa surgir durante a atualização.

Leia também

Criador de Ethereum mostra mapa com detalhes sobre o futuro do projeto

Binance Smart Chain (BSC) passará por forte garfo na terça-feira; entenda mudanças na rede

“Dificuldade Bomba” da Ethereum será desarmada em dezembro update

Binance anunciou que suspenderá as operações de todos os tokens de rede da Ethereum a partir de 16h55 quinta-feira (9), cinco minutos antes de ser minado o bloco 13.773.000 que demarca a altura em que a atualização é ativada.

De acordo com a troca, as operações abortadas voltam a funcionar com a confirmação de estabilidade da rede atualizada. Entretanto, a negociação de ether e outros tokens ERC-20 na plataforma continuam acontecendo normalmente.

Para o Portal Bitcoin, a bolsa brasileira Coinext confirmou que também suspenderá os depósitos e levantamentos da Ethereum durante a atualização, mas também ressalta que os ofícios não serão afetados.

Foxbit relatou que se preparou para os serviços não parem no dia, mas que “por precaução” vai bloquear as saardas criptomas durante a manutenção. “Os depósitos serão liberados, mas por conta da rede pode haver atraso na transação”, alertou.

A NovaDax também interromperá saques e depósitos de ether e outras criptomoedas baseadas em rede a partir do 11h na quinta-feira, sem tempo estimado para o retorno dos serviços.

Nesses corretores citados acima, a suspensão vale também para os tokens ERC-20, como UNI, LINK, AAVE, SNX, SNX, DAI, MKR, WBTC, WBTC, WBTC, WBTC, WBTC, WBTC, Sushi, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana, Mana Mercado reportou que em suas plataformas, as operações continuarão funcionando normalmente e não preveem qualquer outro impacto em seus serviços.

Em BitcoinTrade, saques e depósitos de ether também seguirão sendo oferecidos de forma normal na quinta-feira. De acordo com a assessoria do Ripio, a bolsa deve seguir o exemplo da BitcoinTrade e também manter as operações disponíveis no dia.

Como funciona a Ethereum’s Dificuldade Bomb

Ethereum’s “Dificuldade Bomb” é um mecanismo de preparação para a chegada do Ethereum 2,0 que tornará cada vez mais difícil para os problemas que a mineração precisa resolver para gerar um novo bloco na rede. A ideia é que a bomba seja ativada para forçar os mineiros a abandonar a cadeia da prova-de-trabalho (PoW), que permanecerá viva após a “fusão” da Ethereum à cadeia da prova-de-participação (PoS).

A ideia é que a dificuldade aumente cada vez mais até chegar à chamada “Idade do Gelo”, um período em que se torna tão difícil produzir blocos que a rede acaba “congelada”.

Ao tornar a rede antiga totalmente ineficiente, o projeto pretende forçar os mineiros no novo formato de Beacon Chain que se torna a rede principal com a chegada de Ethereum 2,0.

Recentemente, co-fundador da Ethereum, Vitalik Buterin, partilhou um novo roteiro que traça o que está a ser desenvolvido no momento e o que podemos olhar para o futuro da segunda maior criptomoeda do mundo.

Embora o faça esclarete a trajetória até a chegada da fusão, o diagrama de Buterin não deixa claro quanto tempo levará para as etapas que ainda precisam ser feitas para serem concluídas. Há três fases importantes que ainda não foram finalizadas-duas delas não estão nem na metade do desenvolvimento-o que coloca em dúvida se na verdade a fusão acontece no início dos anos 2022 como estava previsto.

Tudo sobre: Hard Fork

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados

Anyswap

Anyswap

Em uma mensagem veiculada em uma transação, ele explicou como seria o retorno: 80% das criptomoedas retornariam às vítimas e 20% permaneceriam como ele, como uma espécie de Seu anúncio lê: ” White Hat aqui, me mande a transação…

Portal do Bitcoin Brasil
Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial
Facebook
Telegram
WhatsApp