Pirâmides de Bitcoin em Cabo Frio repercutem no Fantástico

Bitcoin Pyramids em repertório de Cabo Frio no Fantástico | Livecoins

O crescimento das pirâmides de Bitcoin em Cabo Frio e região chamaram a atenção do Fantastic, que foi até a cidade para mostrar a realidade. Vale o destaque que este foi o programa de maior audiência na noite do último domingo (15) no Brasil.

A história lembrou que a cidade é famosa por suas belas praias, mas que a beleza natural acabou atraindo empresas que oferecem investimentos irrealistas aos seus clientes.

Desse jeito, os casos de violência começaram a chamar a atenção das autoridades, que investigam mesmo que haja uma “disputa territorial” dessas pirâmides financeiras na região dos Lagos.

O Pináculo dos problemas foi a morte de um comerciante, Wesley Pessano, nas últimas semanas, que foi brutalmente assassinado em um Porsche enquanto ia cortar o cabelo.

As empresas prometem até 30% ao mês, mas podem ser pirâmides de Bitcoin atuando no mercado, em destaque Fantastic

O problema das pirâmides financeiras não é novo no Brasil e essas empresas já atuaram em vários setores. Ostrich Master, boi Gordo, Telexfree são apenas alguns dos nomes que já marcaram o mercado de investimentos brasileiro, com promessas desfeitas de rentabilidade fixa.

Com a criação da Bitcoin, em 2009, algumas empresas fraudulentas começaram a associar nos últimos anos as promessas de ganhos com a moeda digital. Por isso, para muitas pessoas no Brasil de hoje, a sensação que fica é que essa criptomoeda é apenas um golpe.

Reforçar essa imagem então empresas de Cabo Frio, possíveis pirâmides financeiras, foram acompanhadas pelo Fantastic em uma matéria exclusiva no último domingo.

Após a morte do comerciante, uma força-tarefa policial iniciou investigações na região. Na última semana, por exemplo, o dono da X6 Capital foi preso pelas autoridades, empresa que pode ser uma das investigadas atualmente em Niterói. Em nota, a empresa afirmou que a prisão foi descabida.

O Ares Traders, de Wesley Pessano já fechou as portas após a morte de seu associado e não foi encontrado pela reportagem.

Outro que encerrou suas atividades na região foi o Black Warrior (BW), que recentemente viu um ataque ser cometido contra seu líder, que estava em uma BMW blindada e não sofreu ferimentos. Alguns clientes daquela empresa até mesmo protestaram armados quando perceberam o fim do esquema possível. Ninguém daquela empresa foi encontrado para comentar o caso.

O que chamou a atenção das investigações é que os clientes dessas empresas podem ser quase os mesmos, em grande parte. Em Cabo Frio, as pessoas chegaram a sair para pedir emprestado e até mesmo vender terrenos para investir nas pirâmides regionais.

Maior empresa da região e é alvo das investigações da força-tarefa é o ‘GAS Consulting Bitcoin’

O Fantastico conversou com o delegado Maurício Mendonça, que citou a forma de funcionamento dessas pirâmides de Bitcoin da região, que estão sob investigação. De acordo com ele, as empresas captam recursos, mas estas são desviadas dos investimentos que prometem realizar.

Nomeado como uma empresa de lavagem de dinheiro pela investigação conjunta das delegacias, o Fantastic estabeleceu que a ‘GAS Consultoria Bitcoin’ é a que mais tem clientes na região, com promessas de 10% ao mês sendo feitas aos clientes.

O sócio daquela empresa, Glaidson Acácio Dos Santos, chegou a ser procurado pelo Fantastic, mas acabou desistando da entrevista. Em 2020, aquela empresa foi citada como um esquema de pirâmide pelo portal Suno News e seu advogado.

Seguindo os recentes episódios de pirâmides com Bitcoin, a região do Cabo Frio está sendo chamada para “Novo raio”, em alusão as construções dos faraós.

Siga os Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados

Portal do Bitcoin Brasil
Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial
Facebook
Telegram
WhatsApp