Brasileiro que investiu tudo que tinha em dogecoin deixou de ser milionário. Mas só por 24 horas

Brasileiro que investiu tudo o que tinha na dogecoin deixou de ser milionário. Mas só por 24 horas | Portal do Bitcoin

Glauber Contessoto, o brasileiro que foi parar no The New York Times depois de investir todas as suas economias em Dogecoin, perdeu o título de milionário por 24 horas com a drástica queda do meme da moeda nesta terça-feira (23).

Quando comprou as criptomoedas pela primeira vez em fevereiro, ele fez uma promessa à comunidade Dogecoin de que não venderia nenhum token por um ano. Quando o ativo ruiu 41% ontem, derrubou também a fortuna de Glauber. No entanto, o ativo voltou a subir na manhã desta quarta-feira, o que fez com que ele praticamente mantivesse o status milionário.

Quando Glauber contou sua história para o Portal do Bitcoin no mês passado, ele tinha 2,1 milhões de dólares em DOGE na conta, uma fortuna avaliada em pouco mais de R$ 11 milhões naquele momento.

IF I CAN HODL !!! 🤲🏼💎 #DiamondHands esta é a maneira #dogecoin 🐕🚀 vamos subir novamente .. pic.twitter.com/39LYzqv702

-SlumDOGE Millionaire (@ProTheDoge) 22 de junho de 2021

He compartilhou um print no Twitter de sua balança de 764 no aplicativo Robinhood, com a legenda “vamos subir de novo”. E de fato foi o que aconteceu. Depois de atingir uma baixa de 0,16, a DOGE logo recuperou os ganhos e nesta quarta (23), vale 0,23-a de alta de 37% nas últimas 24 horas.

Leia também

Dogecoin (DOGE) cai 15% e atinge a pior cotação em dois meses

LocalBitcoins adiciona Dogecoin (DOGE), Cardano (ADA), Polkadot (DOT), PIX e Picpay

Dogecoin dispara 30% após listar no Coinbase e tweet de Elon Musk

A Dogecoin só precisa alcançar novamente 0,25 para o brasileiro recuperar seu status milionário-em dólares, é claro.

” Se eu for um idiota por não ganhar 3 milhões, desapareça e estrague com todos aqueles que eu disse a BUY, que assim seja. Eu venci quando todos ganhamos! #Dogecoin é uma família! “, tuitou Glauber em resposta às críticas que recebeu por não ter lucrado com a moeda.

Sobe e desce do DOGE

Ontem a Dogecoin atingiu a cotação mais baixa vista desde 15 de abril, o dia exato em que Glauber se tornou milionário.   Nessas 24 horas, a moeda disparou 110% e chegou a 0,26, fazendo os 4 milhões de DOGE que o brasileiro havia comprado em 5 de fevereiro, no valor de 1 milésimos pela Primeira vez.

Aquele momento, Glauber prometeu a si mesmo que deixaria parar as criptomoedas e só tiraria 10% da fortuna daqui um ano. O brasileiro segue com seu estilo de vida simples: trabalha todos os dias, vive de aluguel em uma pequena casa em Los Angeles e dirige um Toyota Corolla 2004 desmoronando.

A fé que o investidor deposita na criptomoeda considerada uma shitcoin por muitos especialistas, fez com que ele se tornasse uma pessoa admirada pela comunidade do DOGE e acumulasse milhares de seguidores nas redes sociais.

Na segunda (21), ele publicou um vídeo falando sobre a queda da moeda, incentivando seu público a segurar firme e não vender no outono.  

Essa não é a primeira vez que Glauber perdeu o posto do milionário. Em 22 de abril, a moeda atingiu uma baixa de 0,20 e, naquela ocasião, ele aproveitou para comprar outros 1 no DOGE.

Depois dessa data, a Dogecoin e chutou de sua alta temporada, alcançou uma máxima histórica de 0,73 e passou intacta pela correção que prejudicou boa parte do mercado de criptomoedas em maio. As quedas dessa semana, no entanto, atingiram o meme da moeda na íntegra, pelo menos temporariamente.

Tudo sobre: Dogecoin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados

Portal do Bitcoin Brasil
Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial
Facebook
Telegram
WhatsApp