Fidelity compra 7,2% de mineradora de Bitcoin dos Estados Unidos

Fidelidade compra 7,2% bilhões de mineradora de Bitcoin dos Estados Unidos

Depois de criar fundos e protocolar um Bitcoin ETF (BTC), o gestante norte-americano Fidelity resolveu entrar no mercado de mineração. A empresa adquiriu 7,2% do capital da Marathon Digital Holdings (MARA).

De acordo com a Forbes, a transação custou 20 milhões de dólares, ou R$ 103 milhões na cotação atual. Como resultado, a Fidelidade torna-se dona de 7,2% do capital da empresa, cujas ações estão listadas na Nasdaq. Ao todo, quatro fundos de Fidelidade provenientes da aquisição:

  • Fidelity Extended Market Index Fund (FSMAX);
  • Fidelity Nasdaq Composite Index Fund (FNCFX);
  • Fidelity Totais Market Index Fund (FSKAX);
  • Fidelity Series Total Market Index Fund (FCFMX).

O valor em si é baixo em frente à capital de 170 bilhões dos quatro fundos, mas demonstra o interesse institucional no setor de mineração. Além da Fidelidade, os gestos Vanguard Group (7,58%), Susquehanna (2,7%), e Blackrock (1,59%) possuam ações da própria Marathon.

Mineração para aposentadoria

Apesar de tímida, esta participação da Fidelity pode levar criptomoedas para fundos dos mais variados tipos, incluindo pensões. Afinal, os fundos do gestor costumam integrar o portfólio de grandes fundos de pensão americanos.

Ou seja, o BTC ganhará mais uma expo, ainda que indireta, no plano de aposentadoria de milhões de investidores americanos. Além disso, as ações da empresa têm um desempenho histórico ainda maior do que o do próprio BTC.

Por exemplo, o próprio BTC teve alta de 240% no ano passado, enquanto as ações da Marathon subiram 660%-quase o triplo. Em breve, o investimento nas ações pode servir como uma exposição ao preço do BTC sem Fidelidade postar diretamente o ativo digital. De certa forma, os fundos agora funcionam como um mini-ETF de criptomoedas.

Bitcoin (BTC)

Maratona reforça investimentos em mineração

Ao mesmo tempo em que recebeu o novo investimento, a Maratona também fortaleceu suas operações de mineração. A empresa anunciou nesta segunda-feira (2) a compra de 30 unidades do S19j Pro mineiro, fabricado pela Bitmain.

O valor total da compra foi de 120 milhões, ou R$ 600 milhões na listagem atual. Ou seja, a empresa pagou cerca de R$ 20.000 por unidade. Os mineiros podem dar a Maratona cerca de 13,3 exahashes por segundo (EH/s), ou cerca de 10% da taxa de hash da BTC.

Leia também: CVM revoga suspensão de tokens do canal de venda Metaforando

Leia também: ETFs de criptomoedas já atraem brasileiro instituições

Leia também: 5 ações que podem pagar dividendos acima da nova taxa Selic

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados

Portal do Bitcoin Brasil
Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial
Facebook
Telegram
WhatsApp