Justiça manda soltar amante do falso rei do bitcoin

Justiça manda saída de amante do falso rei do bitcoin | Portal do Bitcoin

O desembargador Louis Alberto Azevedo Aurvalle, do Tribunal Regional Federal da Região 4ª (TRF4), decidiu neste sábado (10) a liberação do funcionário do Grupo Banco Bitcoin, Cibele Golo dos Santos. Ela estava presa desde o último dia 5, quando a Polícia Federal deflecou uma operação contra Cláudio Oliveira, seu amante, acusado de um desvio de cerca de R$ 1,5 milhões de clientes.

De acordo com G1, no documento, o desembargador declarou que não havia razão suficiente para a manutenção da medida restritiva contra Cibele, por seus bens já foram apreendidos, assim como também as autoridades já obtiveram acesso aos dados de seu celular.

“Outrossim, a própria coleção de Cibele a Cláudio, no sentido de que ele ‘arranjou dinheiro para pagar suas contas’, evidencia que ela não teve papel ativo na empreitada criminosa, aparecendo mais como beneficiária dos valores após o exaurimento dos crimes”, descreveu um trecho do documento o G1.

Além de aparecer no caso GBB como colaborador da empresa fraudulenta, ela também é amante de Oliveira, tendo inclusive recebeu vários presentes da golpista, como uma pulseira de quase R$ 50, diz a história.

Leia também

O misterioso passado do Rei do Bitcoin: disfarces, golpe em Miami e prisão na Suíça

Após a prisão, a Justiça declara falência do falso Rei do Bitcoin

Quarto blindado e piscina na sala: vídeo mostra casa de R$ 6 milhões do falso Rei do Bitcoin

O advogado de Cibele, Samuel Falavinha, disse que seu cliente é inocente e que os fatos investigados todos serão esclarecidos perante as autoridades, apontando que a decisão do TRF4 está em consonância com manifestações do Ministério Público Federal de que não se vê necessária a manutenção da prisão dos investigados enquanto elucidando as investigações.

Em depoimento à PF durante a semana, Cibele disse que, quando o GBB começou a ter problemas com a Justiça, o grupo não podia mais arcar com os clientes. Ouvido também, Rodrigo Martinelli Laport-que também foi preso na operação-disse que Cláudio Oliveira era uma “evolução do estelionatário”. De acordo com outro reportagem do G1, ele também já foi lançado na última quinta-feira (8), junto com a esposa de Cláudio Oliveira, Lucinara Silva. Oliveira segue preso.

Na quarta (07), a 1ª Vara de Falência E Recuperação Judicial de Curitiba decretou a falência do Bitcoin Bank Group. De acordo com a sentença, a recuperação judicial foi ‘transformada’ em falência porque Oliveira e os membros do Grupo Banco Bitcoin mentiram durante todo o processo e não cumpriam com as obrigações.

Prisão do Rei Bitcoin

Cláudio Oliveira, Lucinara Silva e mais dois membros do esquema foram presos pela PF nesta segunda-feira (5), em Curitiba. Eles são acusados da prática de crimes de feirante, estelionato, lavagem de capitais, organização criminosa, além de delitos contra a economia popular e o Sistema Financeiro Nacional.

O falso Rei do Bitcoin criou o Bitcoin Bank Group em 2018. Ele ganhou notoriedade e atraiu milhares de investidores para a negociação dentro de seu sistema cerca de R$ 500 milhões por dia. A PF estima que a lesão gerada pelo golpe seja de R$ 1,5 bilhões.

Em 2019, a empresa acirrava os saques, alegando que teria sido vítima de um ataque virtual. O ‘hack’ foi belado em maio de 2020 pela Polícia Civil do Paraná. Oliveira e esposa usaram o dinheiro desviado para comprar carros de luxo, joias e malas caras e mansões. Uma das casas, avaliada em 6 milhões de dólares, tem até piscina aquecida na sala e blindados de quarto.

Tudo sobre: Banco BitcoinClaudio Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados

Após banir criptomoedas, China mira o Metaverso

Depois de proibir criptomoedas, China mira Metaverso

Depois que se tornou “destaque” da criptomoeda, a China agora parece que quer exercer o mesmo tipo de pressão no mercado de NFTs e no O Banco Popular da China, PBoC, falou ao National Financial Security Summit sobre sua…

Portal do Bitcoin Brasil
Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial
Facebook
Telegram
WhatsApp