Mineração de bitcoin terá consumo de energia limitado na Islândia

Mineração bitcoin terá consumo limitado de energia na Islândia | Portal Bitcoin

A Islândia está sofrendo uma escassez de energia, fazendo com que o país interrompa o abastecimento para algumas indústrias, entre elas a da mineração de bitcoins, como aponta a Bloomberg.

Landsvirkjun, principal fornecedor de energia elétrica do país, está reduzindo o fornecimento para fundição de alumínio, data centers, fábricas de farinha de peixe e mineiros a partir de bitcoin (BTC).

De acordo com Tinna Traustadottir, vice-presidente de serviços de vendas e consumidores, a demanda recorde teve um papel fundamental nessa decisão.

Esse é o mais novo desafio em uma longa lista de adversidades para a indústria de mineração na região nórdica, que estava hesitante em permitir que os recursos de renováveis fossem tomados pela indústria de cripto.

Leia também

O senador norte-americano ataca bitcoin por impacto da mineração em Nova York

De boas-vindas a restrições: a mineração de bitcoins torna-se problema no Cazaquistão

Galaxy Digital quer levantar 500 milhões para financiar novas operações de fundos e mineração

A Islândia, a Escandinávia e o bitcoin

Mineradores de bitcoin invadiram a Islândia e outros países nórdicos em busca de eletricidade barata.

Até hoje, empresas como Hive Blockchain, Genesis Mining e Bitfury têm uma presença estabelecida na Islândia.

Apesar da atratividade do país, funcionários do local energia são bem menos propensos a acolher a mineração de bitcoins.

“Haverá pouco excesso de energia em 2021 e 2022”, alertou Hordur Arnarson, CEO da Landsvirkjun. “Por conta dos problemas climático que vemos, muitos dos segmentos interessantes estão crescendo rapidamente e diversos deles precisam de eletricidade.”

Em outro local da região nórdica, esta tendência fez com que os funcionários proibam a mineração de criptomoedas que consome muita energia.

Finansinspektionen, autoridade de supervisão financeira na Suécia, o fez em novembro deste ano.

“A Suécia precisa da energia renovável usada por produtores de cripto para a transição de nossos serviços essenciais e o crescente uso por mineradoras ameaça nossa capacidade em conformidade com o Acordo de Paris,” declarou o regulador, acrescentando que “portanto, a mineração de criptoativos de alto consumo deve ser proibida”.

O regulador sueco não é o único que quer tomar medidas mais extremas contra a mineração de criptomoedas, mesmo que isso indique o uso de energia limpa.

” Eu já disse isso há muito tempo: você não pode gastar recursos de forma sustentável. Usar fontes renováveis para a mineração de cripto não é uma solução, ” declarado Alex de Vries, fundador da Digiconomist, ao Decrypt.

*Traduzzado e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização de Decrypt.co.

Tudo sobre: Mineração

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados

Anyswap

Anyswap

Em uma mensagem veiculada em uma transação, ele explicou como seria o retorno: 80% das criptomoedas retornariam às vítimas e 20% permaneceriam como ele, como uma espécie de Seu anúncio lê: ” White Hat aqui, me mande a transação…

Portal do Bitcoin Brasil
Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial
Facebook
Telegram
WhatsApp