"Faraó dos Bitcoins" era sócio da TroniPay, empresa ligada à "Investimentos Bitcoin"   Livecoins

” Pharaoh dos Bitcoins ” era sócio da TroniPay, uma empresa ligada ao ” Bitcoin Investimentos “-Livecoins

No Rio de Janeiro, Glaidson Acácio dos Santos, o “Faraó dos Bitcoins”, foi um dos sócios da empresa TroniPay, pelo menos até o mês de julho de 2021.

A empresa se apresentou nas redes sociais como uma fintech especializada em soluções de pagamento e chegou a publicar conteúdo patrocinado em portais de criptomoedas, em 2019.

Buscando se aproximar do mercado, muitos nem perceberam naquele momento que entre os parceiros de “TRONIPAY SOLUCOES IN PAGAMENTOS E POSTER LTDA” foi Glaidson Acácio dos Santos, que até então não era conhecido e muito menos investigado.

No entanto, essa empresa acabou se relacionando com o esquema de pirâmide Bitcoin Investments, alvo de um processo na Justiça Pública de São Paulo e em todo o Brasil, após várias reclamações de clientes contra o golpe que chegou a utilizar a televisão brasileira para captar investidores.

Boleto que consta em processo movido por cliente da Investimento Bitcoin mostrando relação com a TroniPayBoleto aparecendo em processo movido por cliente da Bitcoin Investment mostrando relacionamento com TroniPay obtido pelo TroniPay obtido pelo Livecoins / Reprodução

Investida pela CVM desde 2019, o Bitcoin Investment é comparado com o esquema de Atlas Quantum, visto que usou técnicas sofisticadas de captura de captação para seus negócios, antes de lultar os clientes.

Para processar os pagamentos dessa empresa, TroniPay foi a fintech escolhida. Para um advogado que acompanha o caso de Consultoria de Gás, é muito estranho que esta empresa baixou seu cadastro do CNPJ em 15 de setembro de 2021, justamente na data em que a empresa do Cabo Frio culpou a justiça e os suspensos pagamentos aos clientes.

O que o advogado que acompanha o “caso do Faraó dos Bitcoins” e viu uma estranha chamada telefônica de TroniPay?

Ao ver um relação de TroniPay com “Faraó dos Bitcoins”, um dos advogados que acompanha o caso Consultoria de Gás e já movimenta processos contra a empresa na justiça brasileira, Artêmio Picanço, disse que acha estranho ter sido baixado bem no dia em que a empresa de Cabo Frio suspendeu os pagamentos de renda aos clientes.

” A TroniPay era uma empresa responsável por pagamentos e recebimento de valores e, coincidentemente, foi baixada em no mesmo dia em que o GAS anunciou a paralisação da rentabilidade. “

Artêmio ainda afirmou que, caso os clientes de” Investimentos Bitcoin “queiram, poderão colocar TroniPay no pólo passivo de alguma ação, assim como já aconteceu em um caso que tramita na justiça de São Paulo e cita até” Faraó dos Bitcoins “.

” AToo, sua relação na cadeia de consumo com o Investimento Bitcoin causa estranheza e demonstra a blindagem realizada por esta a outra empresa responsável por lesar investidores diversos, e pode ser enrolada solidariamente no pólo passivo de uma demanda judicial. “

Glaidson Acácio dos Santos é processado por cliente da Bitcoin Investimentos, que citou TroniPay/ Reprodução

Não está claro por que o “Faraó dos Bitcoins” saiu da sociedade com o TroniPay dois meses antes do fim do negócio, mas o caso certamente chama a atenção.

O Livecoins não conseguiu falar com os ex-sócios da TroniPay para enviar um comentário, mas o espaço segue aberto para manifestações. No Reclame Aqui, o TroniPay é o alvo de múltiplas reclamações dos clientes.

Siga os Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados

Portal do Bitcoin Brasil
Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial
Facebook
Telegram
WhatsApp