Porsche, duas BMWs e malas de R$ 6 mil: bens do falso Rei do Bitcoin vão a leilão

Porsche, duas BMWs e malas de R$ 6: mercadorias do falso Bitcoin King vão a leilão | Portal Bitcoin

O Judiciário do Estado do Paraná publicou nesta terça-feira (07) no Journal of Justice um edital de champing para o leilão de bens das empresas de Cláudio Oliveira que ocorrerá na próxima semana.

Dos produtos leiloados, basicamente formando lotes com carros, sacolas, cintos e óculos de sol, há, por exemplo, um Porsche Panamera de 2017/2018 avaliado em R$ 505. O participante afegão também encontrará, além de outros veículos como BMW, malas da marca Louis Vuitton para R$ 6, ou portfólios da marca Prada para R$ 500. Ao todo, são 57 lotes.

Conhecido como ‘Rei do Bitcoin’ por conta de um falso esquema de arbitragem com a criptomoeda que desabou em 2019, Oliveira, criador do Bitcoin Bank Group (GBB), está preso preventivamente desde o início de julho sob várias acusações, entre elas estelionato e crimes contra o sistema financeiro nacional.

De acordo com o edital, os bens sequestrados pelo leilão são carros de luxo, bolsas, carteiras e óculos de sol, todos de luxo marcas que foram alocadas em nome do Bitcurrency Digital Moedas, Revendedores, Tem BTC, Sater, entre outras empresas vinculadas às atividades do GBB. O afegão vai acontecer online no dia 13 de dezembro às 17h na plataforma de leilões de kronberg Auctions.

Leia também

Prisão e fotos antigas: revista portuguesa revela passado dos crimes de Bitcoin King

STJ nega novo pedido de liberdade ao falso Rei da Bitcoin

Justiça nega novo habeas corpus pedido corpus do falso Rei do Bitcoin

Para participar do e-leilão, o interessado deve se cadastar com antecedência no site do leiloeiro e observar as regras da empresa. Ao se cadariciar e participar do leilão, o licitante adere integralmente às condições do mesmo. “Os lances de licitação são irrevogáveis e sem direito ao arrependimento, ocorrendo por conta e risco do usuário”, diz um trecho do edital.

Rei do edital.

Rei do edital Bitcoin

O empresário Cláudio Oliveira, que já teve vários pedidos de habeas corpus negados na Justiça, é réu pelos crimes de estelionato, organização criminosa, crime contra a economia popular, ffood crime, crime contra o sistema financeiro e tentativa de constrangimento às investigações.

Ele é acusado de aplicar um golpe de R$ 1,5 bilhões através do Bitcoin Bank Group, cuja sede ficou em um bairro nobre de Curitiba. A estimativa é de que cerca de 7 pessoas tenham sido feridas por ela. No passado, Oliveira também praticou crimes em outros países, como Portugal e Suíça.  

Relembre o caso

O Bitcoin Bank Group, que operou grande parte de 2018, ganhou notoriedade por negociação dentro de seu sistema cerca de R$ 500 milhões por dia, algo que atraiu grande parte dos 7 investidores lesados.

No início de 2019, no entanto, a empresa acirrava os saques. Na época, o falso Rei do Bitcoin disse que o negócio sofreu um ataque hacker, que foi posteriormente desfalcado pela Polícia Civil.

A empresa também conseguiu que a justiça do Paraná aprovava um processo de recuperação judicial, o que lhe deu mais tempo para dilapidar com os recursos captados do povo. A recuperação judicial foi transformada em falência em julho.

Tudo sobre: Banco BitcoinClaudio Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados

Anyswap

Anyswap

Em uma mensagem veiculada em uma transação, ele explicou como seria o retorno: 80% das criptomoedas retornariam às vítimas e 20% permaneceriam como ele, como uma espécie de Seu anúncio lê: ” White Hat aqui, me mande a transação…

Venda de NFT do metaveso Mars4 levanta mais de US$ 250 mil em um dia

NFT venda de metaveso Mars4 arrecada mais de 250 em um dia

Os NFTs no Mars4 representam terrenos geograficamente exatos na face de Eles foram criados com dados da NASA e de outras agências espaciais para serem renderizados virtualmente em gráficos Além disso, os NFTs são lançados como parte de…

Portal do Bitcoin Brasil
Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial
Facebook
Telegram
WhatsApp