Prodest avalia experiência com blockchain em processo seletivo

Prodest avalia experiência com blockchain em processo seletivo | Livecoins

O Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Espírito Santo, Prodest, avalia o conhecimento em blockchain como diferencial em processo seletivo divulgado nesta segunda-feira (21).

A tecnologia Blockchain surgiu como conceito há várias décadas no setor de inovação em dados. No entanto, somente em 2009, com Bitcoin, ele pode ser realmente usado na prática, depois que Satoshi Nakamoto consegue criar a primeira aplicação com o seu uso.

Em vários países, muitas empresas passaram a buscar inovar com blockchain, tanto privado, quanto público. No Brasil, então, a tecnologia tornou-se uma das principais estratégias no processo de inovação do setor público.

Como será o processo seletivo do Prodest, que avalia até mesmo o conhecimento em blockchain?

Os profissionais de tecnologia do Brasil já podem começar a ler o edital do processo seletivo simplificado n. 02/2021, publicado por Prodest esta segunda.

De acordo com o edital, publicado no Diário Oficial do Espírito Santo, as vagas foram abertas para três postes. Com oportunidades para C# Developer (5 vagas mais Cadastro Reserva), Business Intelligence-BI , e Innovation Solutions Developer, sendo os dois últimos apenas para inscrição.

Mas para quem pretende candidatá-se a qualquer um dos posts, o comprovante de curso superior e experiência na área será um diferencial. O Prodest requer conhecimento em blockchain para o cargo de Desenvolvedor de Soluções de Inovação, e tem que ser comprovado a experiência na área.

Quem trabalhou com blockchain por três meses, por exemplo, ganhará 1 ponto de vantagem, sendo até 10 pontos como experiência profissional.

Já para quem fez algum curso no Blockchain, com certificado emitido por uma Instituição / Empresa válida, 5 pontos serão somados na disputa, no item qualificatório profissional. Apesar do vago ser de cadastro reserva, mostra que a Prodest tem o interesse em inovar com uso do blockchain em breve.

Os interessados em participar do escrutínio devem realizar suas inscrições no período de 10 horas, de 21 de junho de 2021 às 17 horas 5 de julho de 2021.

O uso do blockchain no setor público brasileiro chega a mais concursos na área de tecnologia

Para quem busca se formar em alguma área de tecnologia e visa seguir na carreira pública no Brasil, várias oportunidades têm surgido para trabalhar também com blockchain.

Uma das soluções líderes já criado é o b-CPF e o b-CNPJ, que tiveram a participação da Receita Federal. Já o BNDES, outro órgão público que utiliza o blockchain da Ethereum, até lançou um token.

Além disso, as competições demandam cada vez mais conhecimento em blockchain, em áreas diversas. Na última semana, a Petrobras também divulgou vagas para um processo de inovação envolvendo o blockchain, mostrando que o tema vai em alta no setor público brasileiro.

Siga os Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados

Portal do Bitcoin Brasil
Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial
Facebook
Telegram
WhatsApp