TikTok proíbe que usuários promovam criptomoedas

TikTok proíbe usuários de promoverem criptomoedas

O popular TikTok proibiu seus usuários de promoverem serviços financeiros, como criptomoedas. De acordo com o portal Daily Mail, o movimento tem como objetivo combater uma crescente onda de promoção de investimentos de alto risco e fraudes financeiras.

Além das criptomoedas, outros serviços e produtos financeiros como empréstimos, cartões de crédito e negociação forex também foram proibidos pela política de conteúdo da plataforma.

É possível que a restrição tenha algum impacto nas criptomoedas. Afinal, como reportou o CriptoFácil, em setembro do ano passado, o meme moeda digital meme Dogecoin registrou uma valorização de 55% após se popularizar no TikTok.

Muito, pesquisas recentes já revelaram que a rede social é uma das principais fontes de informações sobre finanças para jovens.

Criptomoedas barradas no TikTok

A nova medida anunciada pela TikTok não é a primeira restrição imposta pela rede social para frear fraudes e golpes.

Em dezembro do ano passado, a plataforma também atualizou suas diretrizes para incluir novas proibições. Na época, a TikTok proibiu a liberação de conteúdo sobre pirâmides financeiras e marketing multinível. Agora, a plataforma incluiu em sua lista de restrições a promoção de criptomoedas.

Conforme relatado pelo Daily Mail nesta sexta-feira (9), a medida também atingirá renomadas empresas financeiras.

Isso porque vários bancos e fintechs promoveram seus serviços na rede social através de parcerias com influenciadores. No entanto, a nova política cancelará essas colaborações.

” O único incentivo para que influenciadores não qualificados falem sobre produtos financeiros é ganhar dinheiro. Com isso removido, ainda deixa o caminho aberto para aqueles que querem ajudar e informar, mas são agnósticos sobre quais produtos as pessoas acabam escolhendo, ” disse Holly Mackay, fundadora e executiva-chefe do Boring Money.

FCA preocupada com o TikTok

A política de publicidade TikTok, que permite que empresas de serviços financeiros paguem para anunciar por maiores de 18 anos, permanece a mesma. Ou seja, os anúncios que promovem as criptomoedas seguem sendo proibidos.

Em março, a Autoridade de Conduta Financeira (FCA) expressou preocupação com os jovens que buscam investimentos online. A FCA afirmou que a rede social foi parcialmente responsável pelos jovens investidores a assumir o risco excessivo ao investir.

“Estamos preocupados que alguns investidores estejam sendo tentados-muitas vezes através de anúncios online ou táticas de venda de alta pressão-para comprar produtos de alto risco que dificilmente serão adequados para eles”, disse o regulador.

Leia também: Ações de Riot Blockchain e Coinbase estão entre mais negociadas por brasileiros

Leia também: 4 tokens DeFi que são “gigantes adormecidos” e podem valorizar em breve

Leia também: Mike Tyson, legenda de boxe, compra NFT e abraça o mercado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados

Portal do Bitcoin Brasil
Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial
Facebook
Telegram
WhatsApp