Ucrânia testa sua moeda digital usando o blockchain da Stellar

Ucrânia testa sua moeda digital usando blockchain do Stellar | Portal do Bitcoin

Nesta terça-feira (14), a Stellar Development Foundation (ou SDF) anunciou que o blockchain do Stellar será usado para testar uma versão eletrônica da hryvnia, a moeda nacional da Ucrânia.

O piloto, sendo realizado pela empresa de fintech Bitt e TASCOMBANK, será supervisionado pelo banco central do país com o apoio do Ministério da Transformação Digital.

Em janeiro, o ministério anunciou que fechou uma parceria com a SDF, que promove o uso da criptomoeda XLM e do blockchain do Stellar, para criar uma moeda digital do banco central (ou CBDC), algo que o Banco Nacional da Ucrânia vem explorando desde 2017.

Os CBDCs alavancam os registros digitais, como blockchains, para permitir pagamentos mais rápidos e eficientes com a moeda nacional.

Leia também

Stellar investe USD 15 milhões em plataforma de pagamentos da América Latina

Stellar investe 750 em troca descentralizada com foco sobre Nigéria

A Stellar Foundation distribuirá R$ 500 milhões da criptomoedas XLM em rede social

“Este projeto piloto irá atuar como base tecnológica para a emissão de dinheiro digital e é o próximo passo fundamental para avançar a inovação de pagamento e infraestrutura financeira na Ucrânia”, declarou o vice-ministro, Oleksandr Bornyakov.

O caminho relativamente rápido da parceria para o teste significa que ela é bem à frente de grande parte de outros países europeus e do Banco Central Europeu (ou BCE) no desenvolvimento de uma moeda digital. Grande parte dos bancos ainda está pesquisando possíveis casos de uso dos CBDCs.

A França é, sem dúvida, a mais atrasada damong as nações europeias. Recentemente, realizou um experimento de pagamento internacional junto com um banco suíço.

Outside Europe, China está no meio de testar uma moeda digital, assim como outros países, de acordo com o site de pesquisa CBDCTracker.

Até agora, as Bahamas são a única a ter apertado o botão de lançamento: seu banco central apresentou “dólares de areia” aos quase 400 cidadãos da nação caribenha em 2020.

Criptomoedas são populares na Ucrânia, tanto entre as pessoas como entre os políticos. A Ucrânia tem a maior taxa de adesão de criptomoedas do mundo, de acordo com um ranking realizado pela empresa de analytics sobre a blockchain Chainalysis em setembro de 2020.

Em 2019, o governo havia criado o Ministério da Transformação Digital com o objetivo de ampliar a educação digital e aumentar a acessibilidade da internet.

O ministério expandiu seu mandato para incorporar criptomoedas ao redigir um projeto de lei para legalizar bitcoin (BTC) e outros criptoativos; a legislação forneceu proteções legais aos titulares e deu sinal verde para que os bancos forrassem serviços a empresas criptomoedas.

O ministério acredita que políticas favoráveis criptomoedas atrairão uma nova variedade de serviços financeiros para o país. Volodymyr Dubey, presidente da TASCOMBANK, concorda.

“Com o impacto crescente de ativos virtuais em nosso cotidiano e ambiente econômico, é essencial utilizar as vantagens da tecnologia blockchain e de novos produtos relacionados como parte da estratégia de mercado de longo prazo do banco”, explicou.

*Transacionado e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização de Decrypt.co.

Tudo sobre: Stellar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados

Anyswap

Anyswap

Em uma mensagem veiculada em uma transação, ele explicou como seria o retorno: 80% das criptomoedas retornariam às vítimas e 20% permaneceriam como ele, como uma espécie de Seu anúncio lê: ” White Hat aqui, me mande a transação…

Portal do Bitcoin Brasil
Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial
Facebook
Telegram
WhatsApp