Visa processou R$ 5 bilhões em pagamentos com criptomoedas em 2021

Visa processou R$ 5 bilhões em pagamentos com criptomoedas em 2021

Visa revelou que cartões com sua bandeira já registraram mais de R$ 5 bilhões em pagamentos com criptomoedas. Os dados correspondem ao primeiro semestre de 2021, e foram revelados na quarta-feira (7).

Além disso, a Visa divulga parcerias com mais 50 plataformas de criptomoedas, trazendo suas soluções de pagamento para mais de 70 milhões de comerciantes em todo o mundo.

“Essas soluções não exigem que as cafeterias, lavandaria ou padarias aceitem criptomoedas diretamente,” justifica Visa.

Aopção de criptomoedas

A Visa parece estar mostrando na prática a dictação “se não puder vencê-los, junte-se a eles”. O processador de pagamentos revelou seu roadmap envolvendo criptomoedas.

A gigante do ramo de pagamentos revela que 25% das empresas de criptomoedas que adotaram suas soluções estão trabalhando para emitir cartões com suporte para criptomoedas.

Ainda segundo a declaração, a Visa tem trabalhado com essas empresas para aumentar o alcance de opções. Ainda assim, a empresa também está fechando mais parcerias, incluindo o FTX.

Essa ampliação no leque de opções envolve modelos como as recompensas do BlockFi. Através de uma parceria com a Visa, os clientes podem gastar moedas fiduciárias e receber criptomoedas através do BlockFi.

Strong interest in stablecoins

O documento publicado pela Visa mostra ainda um forte interesse da empresa em ações de stablecoins. Como detalhado, a Visa acredita que as stablecoins são “parte importante de uma grande transformação digital dos serviços financeiros”.

Como exemplo, a gigante de pagamentos menciona novamente o FTX, que paga metade de seus funcionários remotos com USDC.

Muito, Visa afirma que está animada para ajudar no crescimento das stablecoins e na mudança econômica que eles podem causar. Não apenas as stablecoins, mas a Visa mostra-se também interessada nas moedas digitais dos bancos centrais.

Os CBDCs, como são chamados, tornaram-se uma preocupação do Fórum Econômico Mundial. Nesse sentido, a Visa ajudou na criação de diretrizes para que os bancos centrais desenvolvesse suas moedas digitais.

Aparentemente, a ação é uma tentativa da Visa de se manter relevante em um ambiente econômico digital em rápida mudança. Isso fica ainda mais claro com a abordagem da empresa com os bancos centrais e suas moedas digitais.

Em qualquer caso, o futuro ainda é incerto com relação à relação entre Visa e moedas digitais.

Leia também: CEO da Binance pede clareza regulatória para troca de terno

Leia também: Mesmo com polêmicas envolvendo Binance, o BNB ainda pode valorizar

Leia também: UFC fecha maior parceria da história com a empresa de criptomoedas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados

Após banir criptomoedas, China mira o Metaverso

Depois de proibir criptomoedas, China mira Metaverso

Depois que se tornou “destaque” da criptomoeda, a China agora parece que quer exercer o mesmo tipo de pressão no mercado de NFTs e no O Banco Popular da China, PBoC, falou ao National Financial Security Summit sobre sua…

Portal do Bitcoin Brasil
Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial
Facebook
Telegram
WhatsApp