Volume negociado em exchanges descentralizadas dispara 550% em 2021

Volume negociado em bolsas descentralizadas dispara 550% em 2021 | Portal Bitcoin

Intercâmbios Descentralizados (ou DEXs, na sigla em inglês) estão em ascensão e atualmente o crescimento dessas plataformas está ultrapassando o de concorrentes centralizados, de acordo com um novo relatório da Chainalysis.

Entre agosto de 2020 e 2021, houve um aumento de 550% no valor armazenado em DEXs como Curva, Uniswap e PancakeSwap. O número de DEXs tem crescido mais do que qualquer outra categoria. Isso os coloca muito acima das corretoras de balcão (OTC), trocas centralizadas, e aquelas que a Chainalysis chama de “corretoras de alto risco” ou aquelas que possuem requisitos mínimos de verificação de clientes (KYC).

Na verdade, o número de grandes bolsas descentralizadas continua aumentando mesmo que o número total de corretoras de criptomoedas ativas esteja diminuindo, de acordo com Chainalysis.

Em julho de 2020, depois de uma alta constante desde janeiro de 2019, o número de todas as corretoras de criptomoedas ativas começou a cair. Nos 12 meses seguintes, o número caiu de 845 para 672.

Leia também

CoinEx Smart Chain cria fundo de 5 milhões de dólares para projetos no novo ecossistema Metaverso

Axie Infinity (AXS) sobe 11% e SLP 30% com nova corretora de Ronin

CEO da corretora de criptomoedas acusa funcionários de roubo de 184 milhões

De acordo com Kim Grauer, líder de pesquisa em Chainalysis, esta queda não foi uma novidade para os pesquisadores, mas algumas perguntas permaneceram sem resposta. Em entrevista ao Decrypt, Grauer afirmou que ao analisar os dados, a equipe sabia que havia havido uma consolidação entre as corretoras de criptomoedas, mas foi uma surpresa ver o quão desiguais isso tinha impactado diferentes tipos de trocas.

Grande parte da queda parece ter acontecido por conta do fechamento de corretoras menores, de acordo com Grauer.

Se houver fusões e aquisições que levaram a esses fechaos de atividade, isso não ficou claro nos dados analisados por Chainalysis. No entanto, ela suspeita que muitos deles fecharam as portas porque não obtiveram liquidez suficiente.

O número de corretoras ativas costumava seguir o mercado há alguns anos, mas isso não era mais o caso quando grandes players se tornaram dominantes em suas categorias e cresceram bem mais rápido do que os adversários menores.

De acordo com o relatório da Chainalysis, o crescimento de DEXs “coincide com o crescimento impressionante da categoria DeFi no geral”.

Finanças Descentralizadas (DeFi) é um termo de guarda-chuva para um grupo de produtos financeiros que permitem que seus usuários comercializem, levem e concedem empréstimos com criptoativos sem precisar de intermediários externos.

Atualmente existem mais de 274 bilhões em aplicações de DeFi e grande parte dela está bloqueada em DEXs desenvolvidos em Ethereum, como Curve e Uniswap, de acordo com dados do DeFi Llama.

O crescimento das corretoras de derivativos, que ainda são pequenas em comparação com outras categorias, também é digno de destaque. Em agosto, 265 transações foram registradas em corretoras de derivativos. Trata-se de um pequeno número comparado com as cinco milhões de transações processadas em DEXs no mesmo mês.

No entanto, o tamanho médio de transação em corretoras de derivativos foi de 79 em comparação com a de 26,5 nas plataformas descentralizadas.

Desde que o valor médio das transações sobre corretoras de derivativos foi maior, o valor nessas plataformas cresceu ainda mais alto do que o dos DEXs no último ano. Grandes corretoras de derivativos (Derebit, BitMEX e FTX) dispararam em alta de 686%, de acordo com o relatório.

“Estamos percebendo que grandes investimentos estão indo para essas plataformas, mesmo que não haja muitas agora que listamos como [corretoras de] derivativos em nossos dados”, declarou Grauer. “No entanto, eles são grandes e altamente líquidos.”

*Traduzzado e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

Tudo sobre: DeFi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados

Após banir criptomoedas, China mira o Metaverso

Depois de proibir criptomoedas, China mira Metaverso

Depois que se tornou “destaque” da criptomoeda, a China agora parece que quer exercer o mesmo tipo de pressão no mercado de NFTs e no O Banco Popular da China, PBoC, falou ao National Financial Security Summit sobre sua…

Portal do Bitcoin Brasil
Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial
Facebook
Telegram
WhatsApp